Bem vindo ao blog da Guarda Municipal de Taapiramuta

BEM VINDO AO BLOG DA GUARDA MUNICIPAL DE TAPIRAMUTÁ, O SEU ESPAÇO DE NOTICIAS.

PARA COLABORAR COM O BLOG, ENVIE A SUA MATERIA PARA E-MAIL.

guardamunicipaldetapiramuta@gmail.com


Horas

quinta-feira, 30 de junho de 2011


Guarda Municipal pronta para atuar no São Pedro de Tapiramutá-Ba.
Efetivo vai auxiliar Polícia Militar nas ações de promoção à paz
                                  Foto GM. Genivaldo


O efetivo da Guarda Municipal já está preparado para atuar durante a programação junina do São Pedro. A corporação vai trabalhar em parceria com as Polícias Civil, Militar e Conselho Tutelar nas ações de promoção à paz e segurança ao cidadão. Vão atuar 03 prepostos da Guarda Municipal nos três dias de festa.
Desta forma, o patrulhamento com intervenção ocorrerá de ações desenvolvidas ao circuito da festa. A Guarda Municipal dará apoio também às pela comissão organizadora do evento.


Fonte: GM. Genivaldo

Guarda Municipal de Tapiramutá-BA. em Curso Basico de Primeiros Socorros






Fotos: GM. Genivaldo

Fonte: GM. Genivaldo

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Jovem foi morto a tiros em Mundo Novo-BA.

Morreu na noite última segunda-feira,
dia 27 de junho, vítima de tiros na fazenda Ferragem na zona rural do município de Mundo Novo, Robson Oliveira Pires, de 25 anos de idade, morava na rua Barreto Dantas localizado no mesmo município .
O jovem foi morto a tiros por homens desconhecidos, que fugiram após praticar o crime. Não há detalhes sobre o assassinato de Robson na ocorrência policial.
O corpo foi encaminhado para o necrotério do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana a fim de ser necropsiado e posteriormente liberado nesta terça-feira (28).

Fonte: Tapiramutá em Foco

segunda-feira, 27 de junho de 2011

29 MUNICÍPIOS DE 8 ESTADOS MARCAM PRESENÇA NO FÓRUM NORDESTE


foto
 MUNICÍPIOS DE 8 ESTADOS MARCAM PRESENÇA NO FÓRUM NORDESTE
 Guardas Municipais de 29 municípios de 8 estados diferentes marcaram presença no Fórum Nordeste de Segurança Pública Municipal, realizado nas cidades de Juazeiro e Petrolina entre os dias 16 e 17 de junho.

Segundo Isabel Cristina GCM de Juazeiro que compôs a comissão organizadora em nome da associação local, as dificuldades causadas pelas tentativas de boicote não comprometeu o sucesso do evento, Valeu o esforço. “Nosso interesse é trabalhar pelo crescimento profissional de nossos guardas e por conseqüência o fortalecimento de nossa Guarda. Temos certeza que o objetivo foi alcançado” declarou Isabel.

Para o gm Luiz Alberto também da comissão organizadora, a maior satisfação foi ver a repercussão das palestras e dos cursos segundo relato dos próprios guardas. Sérgio França, presidente do IPECS elogiou a organização local, destacando o apoio das duas prefeituras através dos seus secretários e comandantes. “É importante que em projetos como este, governo e associações trabalhem juntas para superar desafios”. Estiveram presentes no evento as cidades de Pojuca, Mata de São João, Lauro de Freitas, Jequié, Catu, Cruz das Almas, Uará, Tucano, Jacobina, Serrolândia, Pindobaçú, Feira de Santana, Nazaré das Farinhas, Maragogipe, Vitória da Conquista, Salvador e Santa Barbara do estado da Bahia, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Goiana e Camaragibe de Pernambuco, Natal/RN, Maceió/AL, Paulista / PI, São Luiz/MA, Rio de Janeiro/RJ, Santos e Sorocaba de SP.

Confira aqui as deliberações do evento na carta de Juazeiro

Posted: 23 Jun 2011 12:55 PM PDT




Liberdade para maconha, assassinatos e corrupção!

Liberdade, em filosofia, pode ser designada como não submissão, não servidão, portanto, é independência. Liberdade ainda se assemelha a autonomia, isto é faculdade que cada um tem de agir segundo a própria determinação. A liberdade individual esbarra exatamente no outro indivíduo livre. Daí a concepção que minha liberdade para na liberdade do outro, contudo, a concepção mais adequada está na esfera da lei natural: a liberdade existe quando é para fazer o bem.
Todos estão acompanhando, “quietinhos”, as decisões do Supremo Tribunal de Justiça, a Corte Suprema, sobre assuntos polêmicos. Agora a pauta se move em direção à questão da liberação pela marchas em favor da descriminação da maconha, defendida por “personalidades” como o ex- Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, mas antes já tivemos a anistia a Cesari Battisti - considerado terrorista na Itália, a admissão do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, sendo que a Constituição Federal permite o casamento entre homem e mulher, mesmo assim, o Supremo interpretou à revelia da Carta Magna, considerando a questão válida para pessoas do mesmo sexo.
Não sou jurista, sou filósofo e também cidadão, como tal, já que o direito de expressão libera até manifestações a favor da maconha, também posso expressar minha opinião. No caso da maconha, a justificativa do Supremo é que a liberdade de expressão não pode ser coibida e que estas marchas não fazem apologia ao uso. Claro que a liberdade de expressão é um direito do Estado Democrático, mas precisa-se de uma ponderação sobre cada caso.


Se assim não for, poderemos nos preparar para a marcha em favor da pedofilia, da corrupção, do assassinato, etc., porque se marchar em favor do uso da maconha não é fazer apologia, é um direito, então pronto, tudo pode!
É bom lembrar que estas situações são consideradas crimes na Constituição Federal, se uma pode as outras também podem. Mas voltando a apologia, que significa a real capacidade de influenciar, de defender seu uso, como dizer que não há este perigo se estamos dando o direito de manifestação, para que todos vejam seus defensores, dizer que não há problemas em se usar maconha, estão dizendo, que seu uso é bom, é óbvio que isso incentivará ainda mais o consumo.



Porém, existe algo ainda mais nefasto: onde o Supremo encontrou um parecer que diga que tal entorpecente não é prejudicial? Não li ainda manifestações dos Conselhos de Psicologia, Psiquiatria e Medicina a favor, ao contrário, o que se diz é que é uma droga que vicia e compromete o funcionamente das funções vitais do cérebro.

Liberdade desta forma, deveria ser olhada a partir do prisma da Lei Natural: é para o bem das pessoas, não é o caso da descriminação da maconha agora, porque logo será da cocaína.

O senhor FHC, diz que já perdemos a guerra contra a maconha, isto é, decretamos a falência do Estado Brasileiro, e que liberar significa não precisar mais de polícia e cadeias para prender e dar prejuízo ao Estado.

Ele como bom sociólogo só não diz que o cigarro, que é uma droga lícita nunca deixou de ser contravenção, só um cego não observa as notícias de apreensão de contrabando deste produto, seria diferente da maconha que deveria pagar impostos, etc.? O que ia aumentar mesmo não seria os impostos do governo, mas as clínicas cada vez mais cheias de dependentes químicos.

LEIAM A INTEGRA DO TEXTO:

http://www.douradosnews.com.br/especiais/opiniao/liberdade-para-maconha-assassinatos-e-corrupcao-por-padre-crispim

AGORA EU TE PERGUNTO CARO LEITOR: SERÁ QUE NOSSOS GOVERNANTES, SENADORES, GOVERNADORES, VEREADORES, PREFEITOS ESTÃO IMUNES A TUDO ISSO? ESTÃO VIVENDO EM UM MUNDO ONDE ISSO NÃO ACONTECE?
SABE QUAL A RESPOSTA: ESTÃO SIM IMUNES, VIVEM SIM EM UM MUNDO ONDE ISSO NÃO OCORRE, E SABE ONDE FICA? AONDE O DINHEIRO COMPRA, AONDE VC QUANDO FAZ SUAS COMPRAS NECESSÁRIAS AO DIA A DIA, METADE VAI DE IMPOSTO, E RETORNO PRA SOCIEDADE É MÍNIMO,POIS PARA FINANCIAR ESSE MUNDO PARALELO É CARO!!!!!!!



São João de Cruz das Almas

Pela primeira em nossa história, a Guarda Municipal de Cruz das Almas, está atuando de uma forma diferente nos festejos juninos, com um efetivo de 20 (vinte) homens, devidamente treinados e equipados, estamos realizando patrulhamento nas ruas de nosso município, atendendo a população e aos turistas, orientando e dando maior segurança a toda comunidade, da melhor maneira possível. Na abertura da festa que aconteceu na noite desta quarta feira (22) foram realizadas patrulhamento no Arraiá da Cultura Popular, cumprimos nosso papel, de uma forma que todos ficaram satisfeitos, inclusive recebendo os cumprimento do Prefeito Municipal e de toda sua comitiva, mas, gostaria de salientar que sem a participação efetiva do Chefe do Departamento da Guarda Municipal, Sr. Roque Conceição, nada disso teria acontecido, disse o Gm Luis Mendes, que agradeceu, também aos GMs José Antonio, Erielton, Josué, Nogueira, Edmilson, Valter, Edson, Wagner, Carlos Alberto, Anderson, Pena, Everaldo, Gilberto, Daniel, Eraldo, Jonas, André e Roque.
Link para agradecimento a Prefeitura de Cruz das Almas:
Valeu Guerreiros! Juntos somos mais fortes.




Inspetor Bazzana e Professor Jarim


A IPA (International Police Association) é um órgão de intercâmbios de policiais do mundo inteiro, onde podem se conhecer e se inter relacionar tanto em serviço (cursos, seminários, congressos, estágios e intercâmbios policiais) como nas folgas (passar férias em algum país que é filiado a IPA no mundo). Nos dois casos os policiais ficam hospedados em quartéis de polícia ou nas residências de policiais filiados.
A IPA é um órgão ligado a ONU (Organização das Nações Unidas) e para se filiar a IPA no Brasil, basta ser policial federal, rodoviário federal, ferroviário federal ou Guarda Municipal. Como a IPA é ligada a ONU, para as Nações Unidas as polícias de população são polícias civis, pois polícias militares são polícias de forças armadas (exército, marinha e aeronáutica), não são reconhecidas como polícia de segurança de população, por este motivo, policiais militares NÃO podem se filiar a IPA. Esse entendimento é fruto de acordo internacional promovido pela Organização das Nações Unidas.
Segundo o Professor Jarim só existem 4 paises que ainda mantém Polícias Militares com atuação na segurança das pessoas: Brasil, Somália, Vietinã e Gabão (Os três últimos não são filiados à ONU)
A Associação dos Inspetores esteve presente na IPA com o presidente da seção São Paulo, Professor Jarim Lopes Roseira, em um clima amistoso de troca de informações, para futuros intercâmbios e maior aproximação entre as duas entidades de classe (IPA e Associação de Inspetores).

O que é IPA? 

          A IPA - INTERNATIONAL POLICE ASSOCIATION (Associação Internacional de Polícia) é uma das mais interessantes e únicas organizações sociais do mundo. Esta organização fraternal é dedicada a "unir em serviço e amizade todos os membros, ativos ou aposentados, no trabalho de cumprimento da Lei ao redor do mundo". A IPA luta para elevar a imagem da Polícia em seus países membros, e para facilitar a cooperação internacional através de contatos amigáveis entre policiais de todos os continentes.           Seu quadro de membros excede a 310 mil em 59 países e continua aumentando. O ingresso é aberto a qualquer policial civil dedicado ao cumprimento da Lei, ativo ou aposentado, que preencha os requisitos exigidos pela Seção Nacional da IPA no Brasil. O acesso é oferecido sem considerações de hierarquia, raça, gênero, cor, religião ou opção política.
          A IPA foi constituída originalmente pelo Sargento Arthur Troop, da New Scotland Yard, na Inglaterra em 1950. Começou com o sonho de um homem de ter todos os policiais reunidos por intermédio da amizade. Isto é demonstrado pelo lema da Associação "Servo per Amikeco", que, em idioma esperanto, significa "Servir pela Amizade".
          A IPA cria uma oportunidade para intercâmbio e contatos em níveis local, regional e internacional. É uma grande organização para seus membros e suas famílias que desejem viajar para qualquer lugar do mundo.
--Associação de Inspetores - Unindo os Oficiais da GCM/SP.

Ministro da Saúde defende aumento do preço do cigarro

Diante do mal-estar provocado por declarações dadas há cerca de um mês, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, voltou atrás e defendeu o aumento de preços de cigarro no País.
Na comemoração do Dia Mundial sem Tabaco, em 31 de maio, o ministro havia afirmado que combater a pirataria seria mais importante que simplesmente deixar o produto mais caro. Agora, em meio às reações negativas, o titular da pasta admite a adoção de ambas as medidas de forma simultânea. A declaração de Padilha sobre a prioridade do combate ao mercado ilegal gerou indignação entre médicos e integrantes do movimento de combate ao fumo no País.
Para eles, o discurso do ministro representava mais uma amostra da estratégia de levar em banho-maria as ações de combate ao cigarro adotada nos últimos anos do governo Lula. Mas, desta vez, com um agravante: o golpe partira justamente de um tradicional aliado, o Ministério da Saúde.
O descontentamento do movimento antitabagista pela política capitaneada pelo governo federal não é de hoje. A primeira crítica veio diante da decisão de engavetar a proposta de enviar ao Congresso um projeto determinando o fim dos fumódromos. Foi reforçada depois, com a demora do governo em apoiar a determinação da proibição de adição de produtos como menta e chocolate ao cigarro. A inclusão desses produtos no tabaco é uma estratégia histórica da indústria para que jovens se interessem pelo cigarro.
Fonte. Tribuna da Bahia

Prazo para sacar abono do PIS ou Pasep termina na quinta-feira


Imagine R$ 545 parados no banco te esperando. Para quem gastou tudo no São João, esta pode ser uma boa oportunidade para saldar as dívidas. Este valor pode ser captado através do PIS ou Pasep, benefícios sociais conhecidos como o 14° salário, usufruídos por trabalhadores de empresas privadas ou servidores públicos. Porém, tem que correr, porque o prazo termina na quinta-feira, dia 30.

Na Bahia, cerca de 57 mil pessoas ainda não foram sacar os benefícios. No PIS, são 46 mil, o equivalente a R$ 25 milhões. Já no caso do Pasep, são 11 mil trabalhadores, ou seja, R$ 5 milhões. “As pessoas têm que prestar atenção que este PIS é do calendário de 2010. Muitas pessoas já receberam em agosto do ano passado”, alerta José Ronaldo Maia, gerente regional da Caixa.

Tem direito quem recebe até dois salários mínimos, está cadastrado no sistema há cinco anos e trabalhou por, no mínimo, 30 dias em 2009. As pessoas vinculadas a empresas privadas recebem o PIS, nas agências da Caixa Econômica Federal. Os servidores públicos recebem o Pasep pelo Banco do Brasil. Como o prazo se esgota nesta quinta-feira, Maia reforça que é bom separar o cartão do PIS/Pasep e procurar logo uma agência. Quem perder o prazo tem seu dinheiro devolvido para o Fundo de Amparo do Trabalhador.
Fonte: Correio da Bahia

















Acidente com integrantes de banda deixa um morto e seis feridos em interior baiano


Um veículo S10 que transportava integrantes da banda Wesley dos Teclados de Maiquinique para Vitória da Conquista capotou na manhã deste domingo (26), deixando um morto e seis feridos.

O acidente foi registrado por volta das 05h, próximo a cidade de Maiquinique, onde os músicos se apresentaram durante a madrugada.

Após quase meia hora pedindo por socorro na pista, os feridos foram socorridos para o Hospital Cristo Redentor (HCR) em Itapetinga, por uma pessoa que passava no local.

A assistente de palco Beatriz de Jesus, 22 anos, também chegou a ser socorrida, mas faleceu a caminho da unidade médica.

Segundo informações do motorista do veículo, o acidente aconteceu após o mesmo ser surpreendido por uma motocicleta que vinha na contra mão, em alta velocidade, em uma curva.

Ele contou ainda que o pneu dianteiro do carro estourou, fazendo com que o veículo capotasse. O motoqueiro fugiu do local sem prestar socorro. Os feridos seguem em observação no HCR, todos são de Vitória da Conquista.


Fonte. jonaldomeiodia89.blogsport.com

Guardas Municipais de Tapiramutá realizam Treinamento em defesa Pessoal

Fotos: GM. Genivaldo
Fonte: GM. Genivaldo

terça-feira, 21 de junho de 2011

ARRAIÁ XAMEGANDO NA GAROA










O Arraía “Xamegando na Garoa” ocorrido no último dia 20 de Junho  foi uma parceria entre as Escolas Municipais São Sebastião, Rui Barbosa e os Colégios Estaduais João Queiroz e Julieta Viana.
O evento, no primeiro momento, aconteceu nas escolas e a partir das 15:00 horas houve um grande arrastão do Colégio João Queiroz, com as atrações do Casamento Caipira e Quadrilha Maluca que percorreu as ruas da cidade, de modo que contagiou a comunidade tapiramutense a acompanhá-los até a Praça da Feira, onde ocorreram muitas outras apresentações, tais como: apresentação de quadrilhas, quebra-pote, fogueira em pé, grupos de dança, além de comidas e bebidas típicas.
A Guarda Municipal se fez presente, contribuindo de maneira satisfatória com a manutenção da ordem pública.

Fonte: GM. Genivaldo

domingo, 19 de junho de 2011

Homem é preso com 2 kg de maconha

Policiais do Serviço de Investigação (SI) da delegacia territorial de Serrinha prenderam no início da noite desta terça-feira (14), por volta das 18h40m, um homem de 55 anos acusado de tráfico de drogas no bairro da Rodagem.
Cícero Verga dos Santos, conhecido como “Sanção”, foi detido dentro da casa onde morava na 2ª Travessa 25 de agosto durante uma operação comandada pelo delegado Daniel Fiúza Tuy, titular da 1ª delegacia de Serrinha e Edvandro Muduruca, chefe do SI.

No local a polícia encontrou 2 kg de maconha prensada pronta para o consumo, um aparelho de DVD, uma TV, além do material usado para embalar a droga. 

A polícia chegou até Cícero Verga por causa da prisão de outro acusado de tráfico, Ivanilton Felizardo da Silva, 21 anos, o “Galego”, detido na manhã de terça-feira (11h45m) no mesmo bairro com 100 gramas da erva. “Durante interrogatório Ivanilton apontou Cícero como um dos responsáveis pela distribuição da droga”, informou o delegado Daniel Fiúza.

Cícero que é natural de Arapiraca-AL, já tem passagem pela polícia por estupro na cidade de Sátiro Dias. Ele está preso na carceragem da DP de Serrinha e deverá ser transferido para o “cebolão” nos próximos dias.

Fonte:  www.gazetadachapa.com.br

Dois bandidos armados assaltam banco em Várzea da Roça

Dois homens armados chegaram a agencia do banco do Brasil de Várzea da Roça, por volta das 7h30 da manhã desta quarta-feira, 15, renderam o gerente levando-o para a sala do cofre onde foi forçado programar a abertura do cofre, o que durou cerca de 15 minutos.

Enquanto aguardavam, dois funcionários do banco também foram rendidos e levados para o mesmo local. Após abertura do cofre os bandidos levaram o dinheiro e deixaram presos, o gerente, o vigilante e um funcionário da agencia.

Os bandidos fugiram em um veiculo Strada, cor prata, placa de Salvador, de dígitos não anotados. A dupla não usava mascaras, um deles com um chapéu de tecido e o outro com um capacete de construção civil de cor amarelo.

Segundo informações das vitimas apenas um dos bandidos portava uma pistola. Eles fugiram em direção a cidade de Mairí, policiais civis e militares estão realizando diligências na região neste momento na tentativa de prender os criminosos.

Fonte: www.gazetadachapada.com.br

COORDENADORIA DO MEIO AMBIENTE E GUARDA MUNICIPAL APREENDE MADEIRA EXTRAÍDA DE FORMA ILEGAL


Porteiro é encontrado enforcado dentro de casa


O porteiro Antônio José Vieira Santos, de 31 anos, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (17), na Rua Bionor Rebouças, Antique, em Itabuna. A vítima usou um lençol para tirar a própria vida.
Vieira deixou uma carta para a família pedindo desculpas e afirmando que essa seria a única maneira de resolver os seus problemas.
Segundo familiares, a vítima não teria motivos aparentes para se matar. “Ele vivia bem, tinha o trabalho dele, não tinha motivos para isso”, diz um irmão.

Fonte: www.caveiraoitabuna.com.br

 Acidente de helicóptero na BA choca alta sociedade carioca


Corpos de vítimas de acidente são liberados no Instituto Médico Legal (IML). Foto: Mário Bittencurt/Agência A Tarde Corpos de vítimas de acidente são liberados no Instituto Médico Legal (IML)
Foto: Mário Bittencurt/Agência A Tarde


Bruno Astuto

O acidente com o helicóptero que caiu na noite de sexta-feira em Porto Seguro (BA), com sete pessoas a bordo, deixou de luto a alta sociedade carioca e motivou manifestações de solidariedade às famílias das vítimas da tragédia.
A bordo do helicóptero estavam Mariana Fernandes Noleto, namorada de um dos filhos do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; Jordana Kfuri e seu filho Luca Kfuri de Magalhães Lins, 3 anos; a irmã de Jordana, Fernanda Kfuri, 35 anos, e Gabriel Kfuri Gouveia, fruto de um relacionamento com o vocalista da banda Biquini Cavadão, Bruno Gouveia; a babá Norma Batista de Assunção, 49 anos; e o empresário Marcelo Almeida, que pilotava a aeronave. Os corpos de Fernanda, Norma e as duas crianças já foram localizados. As outras três vítimas permanecem desaparecidas.
Jordana Kfuri ficou conhecida no chamado "soçaite" carioca depois que começou o romance com o empresário Zé Luca Magalhães Lins. Este não foi o primeiro episódio grave envolvendo a socialite e um helicóptero: anos atrás, um pássaro havia entrado na bolha de uma aeronave enquanto ela voava com Zé Luca, acertando a cabeça de Jordana, que levou alguns pontos.
Quando eles terminaram o namoro - do qual nasceu o filho Luca -, Jordana engatou um relacionamento com o empreiteiro Fernando Cavendish. Paixão fulminante: em meses, Jordana ficou grávida de gêmeas e se casou com Fernando numa grande festa que parou Itaipava em 2009.
Na véspera do acidente, Fernando também estava em festa por seu aniversário, cuja comemoração decidiu estender com os amigos, final de semana adentro, no resort do amigo Marcelo Almeida, o Jacumã Ocean, em Trancoso (BA). O lugar era o destino das sete vítimas.
Marcelo estava em casa com sua mulher, Claudia Baère, quando decidiu buscar em seu helicóptero os amigos que acabavam de aterrissar no aeroporto de Porto Seguro, vindos do Rio, entre os quais o governador Sérgio Cabral; o filho dele, Marco Antonio, com sua namorada, Mariana Noleto; Fernando Cavendish com Jordana Kfuri e Luca; a irmã de Jordana, Fernanda, e o filho, Gabriel; e a babá Norma.
Como não cabiam todos na aeronave, decidiram fazer duas viagens, a primeira com as mulheres e as crianças; a segunda, com os demais, incluindo o governador. Ao notar que o marido não chegava - o trajeto normalmente é feito em 10 minutos -, Claudia foi de carro buscar notícias. No sábado, ela estava no Rio para ficar com parentes e amigos em casa.


Fonte: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5194254-EI8139,00-Acidente+de+helicoptero+na+BA+choca+alta+sociedade+carioca.html

quarta-feira, 15 de junho de 2011


Ato de bravura e coragem, despertam naqueles que
lutam pela dignidade humana.

Se todos nós tivéssemos a coragem desses homens jamais estaríamos reféns de horas extras, estaríamos lutando pela nossa valorização, pelo nosso reconhecimento frente à população que cada vez mais clama por justiça e segurança. Pelo contrário, ficamos quietos assistindo a perseguição daqueles que nos defendem, daqueles que levantam a bandeira em pról de todos, acabamos nos vendendo por horas extras, não tendo noção de que essas horas um dia acabam e teremos que voltar a receber nossos míseros salários sem pelo menos termos estendido mão à aqueles que nos defendem.

GM Torres


PESSOAL AO CONTRARIO DE MUITOS MILITARES QUE SÃO CONTRA E NÃO RESPEITAM A GUARDA MUNICIPAL, NÓS SOMOS DIFERENTES SOMOS AMIGOS E PROTETOR POR ISSO REENVIO ESSA CARTA A QUAL EU RECEBI HOJE E ACHO QUE OS MESMO CITADOS NELA MERECEM RESPEITO E DIGNIDADE ASSIM COMO NÓS! E REFLITO DIANTE DAQUELA SENA QUE PUDE VER NA TV SE OS PMS E OS BOMBEIROS TIVESSEM UNIÃO DE FATO E O MESMO PROPOSTO ERA A HORA CERTA DE JUNTOS EXIGIREM O DEVIDO RESPEITO AO GOVERNADOR ASSIM SERIA MAIS FORTE A REVINDICAÇÃO.
POR ISSO DIGO A ELES UNIÃO COLEGAS....E A FAMILIA AZUL MARINHO IRÁ AJUDAR VCS REPASSANDO ESSA CARTA ASSIM AGRADEÇO A TODOS.


Luiz Alfredo Mattos
Tel: 7879-1775
ID: 12*31430

Caros amigos, peço que divulguem esse e-mail, para que a população do Rio de Janeiro e do Brasil saiba o que acontece, de verdade, em nosso Estado.

Grato,
Robson Simas – Cel BM RRem

CARTA ABERTA A POPULAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

Povo Fluminense,

Os Bombeiros do Rio de Janeiro, profissionais trabalhadores, ordeiros e competentes, em respeito à população que sempre defenderam, por vezes com o sacrifício da própria vida, vem a público esclarecer o que tem ocorrido na Corporação e no Governo do Estado e o que levou companheiros e seus familiares adesafiarem os desmandos do Comandante Geral Cel Pedro Marco e do Governador Sérgio Cabral.

Como sabemos, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro é uma corporação voltada para a preservação de vidas e proteção de Bens da população do Estado do Rio de Janeiro.

Ao longo da sua existência, o CBMERJ sempre se pautou pela hierarquia e disciplina e também pela credibilidade de seus serviços, estando ao lado da população Fluminense em todas as suas aflições e enfrentando com bravura as calamidades naturais que atingem o Estado. São inúmeras as vidas salvas e os bens preservados pelos profissionais do Corpo de Bombeiros, que a população chama carinhosamente de Heróis. Ao nos formarmos, juramos defender a população com o Sacrifício da nossa própria vida e assim temos feito ao longo desses 155 anos de existência.

A Corporação recolhe cadáveres, combate os mosquitos da dengue, atua nas UPAS, guarnece o sambódromo no carnaval e atua no Rock in Rio (sem remuneração extra, embora o evento seja cobrado ao público), além de exercer as suas funções de salvamentos e combate à incêndio, recebendo um dosPIORES SALÁRIOS pagos pela categoria no Brasil (tabela ao Final).

O reequipamento da Corporação não é mérito do Governador, mas sim da população do Estado do Rio de Janeiro que paga a taxa de incêndio e que, ainda assim, não sabe que os recursos não são totalmente destinados à Corporação.

A Ira do Sr. Sérgio Cabral, com os Bombeiros, vem de 2009, quando foi vaiado pela Corporação durante o lançamento da Campanha “Cultura Antidengue” no ginásio do Maracanãzinho e desde então tem discriminado os Bombeiros militares, sejam nas gratificações (usando seu poder de discricionariedade) seja nas condições de trabalho (vocês viram alguma homenagem aos heróis que morreram na calamidade da Região Serrana?)

Agora, a população do Estado do Rio de Janeiro, assiste a sua Corporação de heróis ser aviltada e achincalhada pelas atitudes ditatoriais do Governador Sérgio Cabral que culminou com os manifestantes adentrando o Quartel Central da Corporação, no ultimo dia 03, para serem ouvidos pelo seu Comandante Geral,que omisso, serviu de “pau mandado” do governador Sérgio Cabral e ignorou os clamores de sua Tropa, nem comparecendo ao local.

O Governador Sérgio Cabral, adotando os melhores recursos da DITADURA, mandou o BOPE invadir com tiros e bombas o Quartel Central do Corpo de Bombeiros, ferindo militares honestos, mulheres e crianças indefesas. Atitude inadmissível em um Estado democrático de Direito!

Porque o Comandante Geral do CBMERJ, Cel Pedro Marco, não tomou as medidas necessárias para a retirada de seus militares do pátio do Quartel Central?Estavam todos desarmados e com seus familiares. Não era necessário o uso da força e sim do diálogo. Os Bombeiros são pacíficos por natureza.

O Governador nunca gostou da Corporação. Nomeou para Secretário o Ex médico do CBMERJ Sérgio Côrtes, um homem que deixou a Corporação por não concordar com os baixos salários e a carga de trabalho excessiva e agora nada faz para ajudar a Corporação, apenas integra os desmandos administrativos e superfaturados do Governo do Estado na área da saúde.

Assistimos perplexos ao Comandante Geral da PMERJ usurpar o Comando do CBMERJ e se dirigir, dentro do quartel dos Bombeiros, à tropa de profissionais honestos como se bandidos fossem.

Nossos militares foram presos e conduzidos aos quartéis da PMERJ como criminosos apenas por reivindicar dignidade profissional!

Se nossos companheiros erraram ao ADENTRAR a SUA SEGUNDA MORADA, o Governador foi CRIMINOSO e DITATORIAL ao ordenar a invasão do Quartel Central dos Bombeiros pelo BOPE com uso de FORÇA, TIROS E BOMBAS, como se ali fosse uma antro de criminosos e não de profissionais que arriscam a sua vida pela população, CAUSANDO FERIMENTO EM MULHERES E CRIANÇAS e obrigando a nossos companheiros ao confronto.

AJUDEM AQUELES QUE SEMPRE O SOCORRERAM!!!

NUNCA DEIXAMOS DE ATENDER E SOCORRER A POPULAÇÃO!

MOSTRE A SUA INDIGNAÇÃO POR ESSE ATO VIOLENTO E DITATORIAL DO GOVERNADOR SERGIO CABRAL!!!

MOSTRE O SEU APOIO AOS BOMBEIROS!

ENVIEM ESSA CARTA PARA TODOS OS SEUS AMIGOS.

ACOMPANHEM E APOIEM O NOSSO MOVIMENTO PELO


SALÁRIOS BRUTOS NO BRASIL:

01º - Brasília - R$ 4.129.73
02º - Sergipe – R$ 3.012.00
03º - Goiás – R$ 2.722.00
04º - Mato Grosso do Sul – R$ 2.176.00
05º – São Paulo – R$ 2.170.00
06º – Paraná – R$ 2.128,00 1
07º - Amapá – R$ 2.070.00
08º – Minas Gerais - R$ 2.041.00
09º - Maranhão– R$ 2.037.39
10º – Bahia – inicial - R$ 1.927.00
11º - Alagoas - R$ 1.818.56
12º - Rio Grande do Norte – R$ 1.815.00
13º - Espírito Santo – R$ 1.801.14
14º - Mato Grosso – R$ 1.779.00
15º - Santa Catarina – R$ 1.600.00
16º - Tocantins – R$ 1.572.00
17º - Amazonas – R$ 1.546.00
18º - Ceará – R$ 1.529,00
19º - Roraima – R$ 1.526.91
20º - Piauí – R$ 1.372.00
21º - Pernambuco – R$ 1.331.00
22º - Acre – R$ 1.299.81
23º - Paraíba – R$ 1.297.88
24º - Rondônia – R$ 1.251.00
25º - Pará – R$ 1.215,00
26º - Rio Grande do Sul – R$ 1.172.00
27º - Rio de Janeiro - R$ 1.031,38 (SEM VALE TRANSPORTE)

O RIO DE JANEIRO é o Estado que mais recebe investimentos no Brasil, é o 2º que mais arrecada impostos. Pretende Sediar o Rock in Rio, as Olimpíadas militares, a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas em 2016.
Há algo de errado e Podre no Governo do Exmo Sr Governador Sérgio Cabral Filho!!!

FONTE: GCM DIA E NOITE

Guarda municipal: encarregado da aplicação da lei


                                                                                                                                            Dr Osmar Ventris

                                                                                                                                                                     Nos termos utilizado pela ONU, o Guarda Municipal é um agente Encarregado da Aplicação da Lei, assim como aos demais agentes policiais quer sejam federais, estaduais ou municipais..
Daí, mais um importante motivo para o Guarda Municipal dar ênfase aos estudos teóricos sobre a filosofia administrativa e operacional da Guarda, bem como os fundamentos jurídicos que norteiam as ações e as possíveis conseqüências da cada ato praticado.
O Guarda Municipal deve estudar e treinar muito as Técnicas Operacionais, estratégias e logística, pois este conhecimento e prática (não basta apenas o conhecimento), é que irão garantir o sucesso das operações e, mais importante, irá manter o Guarda VIVO!!!
Porém, é o conhecimento teórico, os fundamentos jurídicos e filosóficos da atuação policial que irão manter o emprego do Guardas e, mais importante, irão mantê-lo fora da prisão!!! Quantas ocorrências há em que o Guarda se saiu bem, está vivo, mas está respondendo processo administrativo e criminal passível de demissão e até de condenação penal?
A Qualidade profissional do Guarda é medida pelo domínio do conhecimento teórico e pelo exercício prático desse conhecimento na ocorrência concreta, quando se encontra sob pressão e consequente estado de stress. O Conhecimento teórico das legislações pertinentes, bem como do Direito Administrativo, Direito Constitucional, juntamente com as Técnicas Operacionais e´que moldarão o bom e eficiente gestor da Guarda em seu dia-a-dia.
Um dos institutos jurídicos, este de repercussão internacional, que o Guarda Municipal deve conhecer, difundir e colocar em prática é o Código de Conduta para os Encarregados da Aplicação da Lei (CCEAL)
O CCEAL, tendo por fundamento a Declaração Universal dos Direitos Humanos, contém apenas oito artigos que norteiam a conduta ético-profissional do Guarda Municipal, dentre outros agentes aplicadores da lei. Foi adotado pela Assembléia Geral das Nações Unidas, através da resolução 34/169 de 17 de dezembro de 1979, e deve ser obedecida por todos os profissionais e órgãos com atividade de aplicação da lei no mundo todo.

Código de Conduta para os Encarregados da Aplicação da Lei(na íntegra)

ARTIGO 1º:
Os funcionários responsáveis pela aplicação da lei devem cumprir, a todo o momento, o dever que a lei lhes impõe, servindo a comunidade e protegendo todas as pessoas contra atos ilegais, em conformidade com o elevado grau de responsabilidade que a sua profissão requer;
ARTIGO 2º:
No cumprimento do seu dever, os funcionários responsáveis pela aplicação da lei devem respeitar e proteger a dignidade humana, manter e apoiar os direitos fundamentais de todas as pessoas;
ARTIGO 3º:
Os funcionários responsáveis pela aplicação da lei só podem empregar a força quando tal se afigure estritamente necessário e na medida exigida para o cumprimento do seu dever;
ARTIGO 4º:
As informações de natureza confidencial em poder dos funcionários responsáveis pela aplicação da lei devem ser mantidas em segredo, a não ser que o cumprimento do dever ou as necessidades da justiça estritamente exijam outro comportamento;
ARTIGO 5º:
Nenhum funcionário responsável pela aplicação da lei pode infligir, instigar ou tolerar qualquer ato de tortura ou qualquer outra pena ou tratamento cruel, desumano ou degradante, nem invocar ordens superiores ou circunstanciais excepcionais, tais como o estado de guerra ou uma ameaça à segurança nacional, instabilidade política interna ou qualquer outra emergência pública como justificação para torturas ou outras penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes;
ARTIGO 6º:
Os funcionários responsáveis pela aplicação da lei devem assegurar a proteção da saúde das pessoas à sua guarda e, em especial, devem tomar medidas imediatas para assegurar a prestação de cuidados médicos sempre que tal seja necessário;
ARTIGO 7º:
Os funcionários responsáveis pela aplicação da lei não devem cometer qualquer ato de corrupção. Devem, igualmente, opor-se rigorosamente e combater todos os atos desta índole;
ARTIGO 8º:
Os funcionários responsáveis pela aplicação da lei devem respeitar a lei e o presente Código. Devem, também, na medida das suas possibilidades, evitar e opor-se vigorosamente a quaisquer violações da lei ou do Código.
Os funcionários responsáveis pela aplicação da lei que tiverem motivos para acreditar que se produziu ou irá produzir uma violação deste Código, devem comunicar o fato aos seus superiores e, se necessário, a outras autoridades com poderes de controle ou de reparação competentes.

FONTE: FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA/ ARTIGO DR. OSMAR VENTRIS

Capitão Silvínio Antonio Rocha Filho
 Neste breve apontamento apresento uma rápida teoria, baseada nas lições clássicas e tradicionais da literatura jurídica brasileira, sobre o poder de polícia conferido às Guardas Municipais. Considerei aqui, sobretudo, as decisões dominantes do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) e do Superior Tribunal de Justiça (STJ). As leis pertinentes também foram consultadas e observadas. Espero com isto contribuir para o esclarecimento desta temática, ainda incompreendida, não só em Timon-MA, como em diversas partes do país.


Primeiro, é preciso que se diga que o poder de polícia, na verdade, pertence ao Estado, Administração Pública, que dele carece para o exercício regular de determinadas funções. E este foi o entendimento acordado por intermédio de um grande pacto firmado entre os cidadãos, por seus representantes, e escritos na Constituição Federal Brasileira de 1988. O poder de polícia é uma atividade legal de restrição das liberdades individuais, porém, o seu uso jamais poderá ser abusivo ou desviado do interesse público que lhe impregna a razão de ser, sob pena de responsabilização reparativa por parte do Estado. E aqui, entenda-se também Município.

O Município faz parte do Estado. O Município também é o Estado. Porém, para melhor administração do imenso território brasileiro o constituinte, baseado no pacto federativo, distribuiu as competências político-administrativas entre a União (governo federal), Estados (governos estaduais), Distrito Federal (que tem competência de governo tanto estadual quanto municipal) e Municípios (governos municipais). Isto quer dizer que todos estes entes têm, dentro de certos limites, auto-organização, autolegislação, autogoverno e autoadminstração. Tudo conforme o mandamento constitucional.

O Estado brasileiro é um só. E chama-se República FEDERATIVA do Brasil. O Brasil é uma federação e como tal é formado pelos quatro entes citados, todos autônomos entre si, mas, constituindo-se apenas partes de um todo chamado Brasil.

No plano da segurança pública, o constituinte fincou no art. 144 da Constituição Federal, que constitui dever do Estado (entenda-se União, Estados, Distrito Federal e Municípios), direito e responsabilidade de todos, cuidá-la para a PRESERVAÇÃO DA ORDEM PÚBLICA e da INCOLUMIDADE DAS PESSOAS e do PATRIMÔNIO através das polícias Federal, Rodoviária Federal, Ferroviária Federal, Civis, Militares e da Guarda Municipal (parágrafo oitavo), que terá também, além das atribuições em destaque, aplicáveis às polícias, a função de proteger os bens, serviços e instalações do Município.

Cada instituição policial e a Guarda Municipal detêm as suas próprias atribuições funcionais e, é preciso dizer, nenhuma é superior à outra. Não existe qualquer espécie de hierarquia ou subordinação entre as polícias e nem de qualquer delas para com a Guarda Municipal. O que deve existir é o trabalho integrado, harmonizado e coordenado entre os órgãos de segurança pública, para benefício da população, como projeta o Ministério da Justiça, pela via do Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (PRONASCI), dentro do intento do Sistema Único de Segurança, que pode, inclusive, contar com atividades suplementares de prevenção das Guardas Municipais, que integram, no âmbito do Município, o sistema de segurança pública brasileiro.

Guarda Municipal não é polícia, no sentido institucional. Não foi intenção de o constituinte criar uma polícia do Município, entretanto, goza do poder de polícia administrativa para fazer valer a proteção dos bens, serviços e instalações do Município, a exemplo da vigilância sanitária municipal que também possui o mesmo poder-dever de fiscalizar os produtos consumíveis pela população, na defesa da saúde pública, ou do setor da municipalidade responsável pela fiscalização das edificações. Todos possuem, para o perfeito fluir dos serviços públicos locais, o irrenunciável poder de polícia.

A Guarda Municipal não pode executar nenhuma das funções atribuídas aos outros órgãos de segurança pública, previstos no texto constitucional. A recíproca também é verdadeira. Isto ocorrendo, tem-se em tese, a prática do delito de usurpação de função pública, que pode ser praticado por qualquer pessoa ou agente público, seja municipal ou federal, civil ou militar. Sem esquecer o eventual abuso de autoridade. Cada instituição possui funções limitadas pela Constituição. Assim, não pode a Polícia Federal, Militar ou Civil guarnecer o patrimônio público municipal. Destarte, não pode a Guarda investigar crimes, policiar as rodovias federais ou executar a repressão criminal, para a manutenção da ordem pública, no viés do policiamento ostensivo.

O leque de atribuições da Guarda é enorme, pois, cabendo-lhe os cuidados quanto aos bens, serviços e instalações municipais está-se diante, praticamente, de todo o organismo da célula administrativa local. Aí entram, quanto aos bens e instalações, todas as edificações onde funcionam os serviços do Município, desde a sede da prefeitura passando pelas secretarias, fundações públicas, autarquias, escolas, postos de saúde, semáforos, ruas, estradas, praças, veículos, o solo urbano, a proteção do meio ambiente (as reservas ambientais do Município, por exemplo), do patrimônio histórico-cultural além de outros que a atividade legislativa, regulando interesse local, cometa à Guarda Municipal. Todos os serviços prestados e desenvolvidos nesses ambientes são objeto das atividades de vigilância da Guarda Municipal que deve, inclusive, prender, como qualquer do povo pode, quem estiver em situação de flagrante delito, atentando contra a incolumidade das pessoas e do patrimônio, para a preservação da ordem pública municipal. Deste modo, são legítimas e legais as rondas realizadas pela Guarda Municipal no exercício da vigilância protetiva preventiva para propiciar o regular funcionamento das atividades administrativas locais.

Para garantir a consecução de tais funções pode a Guarda Municipal fazer uso de viaturas caracterizadas, equipamentos de segurança, fardamento e até armamento letal ou não (nos Municípios com mais de cinquenta mil habitantes); bem assim, utilizar-se no preparo dos guardas de técnicas modernas de policiamento, a constante realização de cursos de aperfeiçoamento na área de segurança patrimonial pública, direitos humanos, administração pública, gestão pessoal e financeira tudo, é claro, dependendo de investimentos públicos maciços na instituição e no servidor, no sentido de torná-los capazes de atender a crescente demanda por serviços públicos de qualidade, atingindo o princípio da eficiência albergado no conhecido art. 37 da Carta Cidadã.

Hoje é realidade em alguns Municípios brasileiros, por exemplo, a inserção de suas Guardas Municipais no PRONASCI, do Ministério da Justiça, através de convênios viabilizadores da captação de recursos aos Municípios para aquisição de viaturas e equipamentos, complementos salariais (o chamado Bolsa-Formação), por meio do qual o guarda recebe mensalmente um incentivo financeiro para realizar cursos capacitantes para melhor desempenhar o seu trabalho, melhorando a sua condição institucional e sócio-financeira, obtendo e dando dignidade a si e a seus familiares, ganhando com isto, em última análise, a própria sociedade municipal e no sentido macro, o Estado-Membro e o país, pois, uma Guarda Municipal bem capacitada, equipada, inclusive, fazendo uso de recursos tecnológicos modernos, bem dirigida e bem remunerada torna-se, sem dúvida, fator de desenvolvimento refletido no bem-estar da população ao consumir serviços públicos qualidade.

Pela natureza deste espaço, não sendo possível expor a bibliografia consultada, mas, por ética, menciono que este breve texto teve como fontes, além de jurisprudências do TJSP e do STJ, os ensinos de Hely Lopes Meirelles, Celso Antônio Bandeira de Melo, Maria Sylvia Zanella di Pietro, José Cretella Júnior, José Afonso da Silva, Alexandre de Morais, Pedro Lenza, Felipe Viera e Manoel Gonçalves Ferreira Filho.

Espero ter contribuído para a compreensão da temática aqui posta. Meus agradecimentos a todos, em especial ao jornalista e amigo Elias Lacerda.

Silvínio Antônio Rocha Silva é capitão agregado da Polícia Militar do Maranhão, bacharel em Segurança Pública e em Direito. Especialista em Direito Civil e Processo Civil. Habilitado à advocacia.