Bem vindo ao blog da Guarda Municipal de Taapiramuta

BEM VINDO AO BLOG DA GUARDA MUNICIPAL DE TAPIRAMUTÁ, O SEU ESPAÇO DE NOTICIAS.

PARA COLABORAR COM O BLOG, ENVIE A SUA MATERIA PARA E-MAIL.

guardamunicipaldetapiramuta@gmail.com


Horas

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Pai de garoto que se matou pode receber perdão judicial



Guardas carregam caixão com o corpo do menino que feriu professora a tiro e se matou na Grande SP
Guardas carregam caixão com o corpo do menino que feriu professora a tiro e se matou na Grande SP
A Delegada Lucy Mastellini Fernandes disse na sexta-feira (16) que ainda não sabe o que fará em relação ao guarda-civil municipal Milton Evangelista Nogueira, 42 –pai de D., 10, que atirou em uma professora e se matou em seguida dentro de uma escola em São Caetano do Sul, na quinta-feira (22).
Ela afirma que Nogueira pode ser indiciado sob a suspeita de negligência ou omissão na guarda de arma de fogo, mas ainda não está certa disso.
“Esse pai já está sofrendo muito. Preciso analisar o Estatuto do Desarmamento e estudar o que poderá ser feito contra ele. Se é que será feito alguma coisa”, afirmou.
Futuramente, quando o inquérito policial chegar a um juiz, Nogueira poderá receber o perdão judicial, que é quando o Judiciário reconhece que aconteceu um crime, mas que as consequências dele foram tão severas que não é necessário aplicar uma pena.
É o mesmo procedimento que costuma ocorrer nos casos em que um pai esquece um bebê dentro de um carro e ele morre. Ou seja, a perda de um filho é maior do que a privação de liberdade ou qualquer outra punição que a Justiça possa determinar ao acusado pela morte.
À polícia familiares e amigos do guarda-civil Nogueira disseram que ele é uma pessoa conciliadora e que dialoga muito com seus filhos -além do menino de dez anos, o casal tem outro filho, de 14 anos de idade.
ARMA ESCONDIDA
Sabendo do perigo em possuir uma arma em casa, ele sempre dizia aos garotos que, se tivessem curiosidade em ver o revólver, deveria procurá-lo que ele mostraria.
A arma particular ficava guardada em uma caixa de papelão na parte alta de um armário no quarto do casal.
Na Guarda Municipal, Nogueira não teve nenhuma advertência oficial. O secretário municipal de Segurança, Moacir Rodrigues, disse que ele tem uma carreira exemplar.
Nas horas de folga, o guarda fazia bico como vigilante em uma lanchonete de São Caetano. Era lá que ele usava esse revólver particular.
MOCHILA
Informalmente, Nogueira disse à polícia que, ao perceber que sua arma não estava em casa, procurou os filhos na escola e perguntou para eles se um dos dois havia pegado o revólver. Os dois negaram, e ele acreditou.
Segundo a polícia, o guarda lamentou não ter olhado a mochila dos filhos antes de voltar para casa e pedir para a mulher procurar direito a arma, antes que ele registrasse um boletim de ocorrência.
Na próxima semana, Nogueira e a mulher dele, Elenice Mota, deverão ser ouvidos oficialmente pela polícia.
TRAGÉDIA
O crime aconteceu às 15h50 de ontem na escola municipal Professora Alcina Dantas Feijão, considerada a melhor pública de São Caetano do Sul. O garoto é filho de um guarda civil municipal e usou a arma do pai –um revólver calibre 38– para fazer os disparos. A escola permaneceu fechada nesta sexta-feira.
Segundo a delegada, o aluno pediu para ir ao banheiro e efetuou o disparo contra Rosileide logo em seguida.
Na sequência, o garoto se retirou da sala, sentou em uma escada e disparou ele próprio, na cabeça.
Ambos foram socorridos com vida. O aluno foi atendido no Hospital de Emergência Albert Sabin, em São Caetano. Ele teve duas paradas cardíacas e morreu às 16h50, de acordo com a prefeitura da cidade.
A professora permanece internada no Hospital das Clínicas, na capital paulista. Ela passou por uma cirurgia de cerca de três horas para a retirada do projétil. Segundo o HC, ela passa bem e está consciente.
O pai do aluno chegou a sentir falta da arma durante a manhã de quinta e procurou seu filho mais velho, que não estava com ela. A família soube que o garoto havia pego o revólver do pai somente após o ocorrido.
Segundo o secretário municipal de Segurança Pública, Moacyr Rodrigues, a arma é particular e não pertence à guarda civil.

Fonte: ojornalweb.com

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

PROPOSTA DE REGULAMENTAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL






Finalmente Grupo de Trabalho criado pela SENASP orgão do Ministário da Justiça chega a um acordo em relação as atribuições das GMs.

Projeto de Lei Nº XX de XXXXXXXXXXXXXXX de 2011

Regulamenta e disciplina as Guardas Municipais como órgãos de
Segurança Pública e dá outras providências.
As mesas da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, nos termos do
artigo 61 da Constituição Federal Decretam a seguinte LEI
COMPLEMENTAR de REGULAMENTAÇÃO do § 8º do Artigo 144 da CF.

Artigo 1º

Às Guardas Municipais, criadas a luz do Artigo 144 §8º da Constituição da
República Federativa do Brasil, são órgãos integrantes do Sistema de
Segurança Pública e a elas compete:

I – Exercer o Poder de Polícia a fim de prevenir, proibir, inibir e restringir
ações que atentem contra os Bens, Serviços e Instalações do município e
aos cidadãos, mediante ações planejadas de natureza operacional ou
administrativa, seus profissionais são Agentes da Autoridade Policial no
âmbito dos respectivos municípios;

II – Promover ações de proteção, fiscalização e controle do Meio Ambiente
no âmbito do município;

III – Exercer as funções de Polícia Administrativa nos assuntos de interesse
municipal, em especial naqueles que dizem respeito à tranqüilidade e
sossego público, comércio ambulante, propaganda em vias públicas,
estética e ordenamento urbano;

IV – Orientar, educar e fiscalizar o trânsito de veículos automotores no
âmbito do município, atuando de forma supletiva ou concomitante aos
Agentes de Trânsito no melhor ordenamento do trânsito urbano;

V – Participar das atividades de Defesa Civil;

VI – Promover a segurança física de Servidores Públicos e Autoridades
Municipais em razão das funções e cargos que desempenhem;

VII – Promover a segurança física dos eventos públicos promovidos,
apoiados ou patrocinados pelo município;

VIII – Atuar de forma conjunta e integrada aos demais órgãos de Polícia
dos Estados e da União Federal, bem como as Força Armadas, para
melhor ordenamento da Segurança e da Ordem Pública;


Artigo 3º

As Guardas Municipais possuirão caráter civil, porém, estruturadas em
carreira verticalizada em modelo escalar ascendente, tendo como escopo a
hierarquia e a disciplina funcional de seus integrantes, adotando-se o uso
regular de uniformes, distintivos, insígnias de graduações e postos para fins
de chefia, supervisão, coordenação e comando;


Artigo 4º

O direito ao Porte de Arma de Fogo da Corporação ou particular é inerente
ao cargo e funções exercidas pelos Guardas Municipais na defesa da
municipalidade e dos cidadãos, independente do quantitativo populacional
dos municípios, satisfeitas as exigências técnicas de aptidão psicológica,
conhecimento de legislação especifica e capacidade de manuseio de
armas de fogo atestado por profissionais credenciados pelo Departamento
de Polícia Federal, a dotação de calibres e sistema de funcionamento das
armas para utilização nas Guardas Municipais e por seus agentes está
definida em Portaria Reservada do Comando e Diretoria de Logística do
Exército Brasileiro, a aquisição de arma de fogo diretamente do fabricante
por agentes das Guardas Municipais será regulada por Portaria a ser
editada pelo Comando do Exército;

Artigo 5º

Aos Municípios compete, de forma concorrente respeitado o pacto
federativo, zelar pela Segurança e Ordem Pública nos limites físicos de
seus territórios.


Artigo 6º

As Guardas Municipais serão subordinadas administrativamente aos
respectivos Prefeitos Municipais.

I – As Guardas Municipais terão órgão de Corregedoria Disciplinar;

II – As Corregedorias de Guardas Municipais serão exercidas por
profissionais com formação superior em Ciências Jurídicas;

III – Os municípios deverão disponibilizar Serviço de Ouvidoria para captar
reclamações, sugestões, denúncias e elogios quanto ao trabalho
desenvolvido pelas Guardas Municipais.

Artigo 7º

Os municípios terão direito ao prefixo telefônico 153 para uso exclusivo nas
Guardas Municipais, concedidos em caráter permanente pela Agência
Nacional de Telecomunicações, cuja natureza será emergencial, sem ônus
para o usuário e Prefeitura Municipal, na conformidade dos regulamentos
técnicos existentes;


Artigo 8º

Os municípios direito à faixa de freqüência de rádio de uso exclusivo nas
Guardas Municipais, sendo concedido em caráter permanente e sem ônus
para as Prefeituras Municipais, pela Agencia Nacional de
Telecomunicações, na conformidade dos regulamentos técnicos existentes.


Artigo 9º

Fica assegurado aos Guardas Municipais o direito ao recolhimento em cela
separada em caso de custódia antes da condenação definitiva, deverão
permanecer isolados dos demais presos a fim de lhes garantir a segurança
física, moral e emocional.


Artigo 10º

Fica criado no âmbito do Ministério da Justiça o Conselho Federal de
Guardas Municipais, órgão normatizador, cuja função será o
acompanhamento técnico, administrativo, estatístico e operacional das
Corporações de Guardas Municipais no que diz respeito às atividades
operacionais, administrativas e de ensino profissional, composição e cores
dos uniformes, modelos, cores e grafismos de viaturas, modelo
padronizado de Cédula de Identidade, modelos padronizados de registro e
inserção de dados operacionais e administrativos, dotação de armas de
fogo, munições, proteção balística, equipamentos de proteção individual e
armas menos letais.

I - A composição do Conselho Federal de Guardas Municipais será feita
mediante Portaria da Secretária Nacional de Segurança Pública e recairá
obrigatoriamente sobre profissionais da carreira de Guarda Municipal;

II - O regulamento do referido órgão será editado em até 180 (Cento e
oitenta) dias a contar da publicação desta Lei.




Brasília em, XX de XXXXXXXXXXXXXX de 2011

Unidade Móvel irá aproximar ainda mais Guarda Municipal da comunidade.




1ª Unidade Móvel da Guarda Municipal é apresentada à comunidade
1ª Unidade Móvel da Guarda Municipal é apresentada à comunidade
Unidade Móvel da GM, que percorrerá os bairros da cidade, é equipada com acesso à internet e possibilita fazer boletins de ocorrência 
Unidade Móvel da GM, que percorrerá os bairros da cidade, é equipada com acesso à internet e possibilita fazer boletins de ocorrência.
“É importante que a Guarda Municipal atue na prevenção
“É importante que a Guarda Municipal atue na prevenção" - Marie Nicolardot
Unidade Móvel irá aproximar ainda mais Guarda Municipal da comunidade

A Guarda Municipal de São José dos Pinhais possui mais uma importante ferramenta de trabalho que contribuirá com a segurança da população são-joseense. A primeira Unidade Móvel da Guarda Municipal, equipada com GPS, acesso à internet e interligada à Central da GM foi apresentada à população neste domingo (19), no Parque de São José dos Pinhais.

Todos os serviços prestados à comunidade na Unidade Fixa da Guarda Municipal, localizada na Rua XV de Novembro, estarão disponíveis também na 1ª Unidade Móvel. A única diferença é que ela será volante e estará, de acordo com a demanda, em todos os bairros do município e presente nos eventos oficiais do município.

De acordo com o GM Cardoso, chefe de operações da Guarda Municipal, a nova viatura vem para somar ao efetivo e contribuir com a comunidade. “O cidadão poderá fazer boletim de ocorrência e obter informações diversas de utilidade pública, por exemplo. O objetivo é estreitar os laços com a comunidade”, destaca.
Marie Nicolardot, que reside no município há um ano e meio, elogia a iniciativa da Prefeitura “É importante que a Guarda Municipal atue na prevenção. Acredito que a presença dela coíbe as ações antes que elas aconteçam”, disse ela, que está grávida de nove meses e trouxe seu filho Pedro, de 2 anos, para passear no Parque São José dos Pinhais.

Fotos: Silvio Ramos

Publicado por: Comunicação Social da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais
Fonte: Dacunha

II CONGRESSO BAIANO DE GUARDAS MUNICIPAIS



sábado, 24 de setembro de 2011

Desarticulada quadrilha que explodiu agência bancária em Souto Soares


Dois dos quatro assaltantes, que explodiram caixas eletrônicos numa agência bancária no município de Souto Soares, na região de Irecê, foram apresentados, na tarde desta quarta-feira (21), no auditório da Secretaria da Segurança Pública, no Centro Administrativo da Bahia.

O paulista Almir Alves de Almeida, o “Alemão”, 32 anos, e Vandinei Gomes de Oliveira, 36, foram localizados, por uma guarnição do 7º Batalhão de Polícia Militar (Irecê), na localidade de Mulungu do Morro, menos de 24 horas após tentativa de roubo, e encaminhados para a 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Irecê), onde foram autuados em flagrante por prática de roubo qualificado.

Dois veículos utilizados na ação – um Fox, na cor branca, e um Fiat Uno, cor azul – foram apreendidos pela polícia, além de três extintores de incêndio, uma alavanca de ferro, uma touca tipo “brucutu”, uma caixa de ferramentas e um maçarico.

Segundo o titular da Delegacia Territorial de Seabra, Rafael Almeida, quatro homens utilizaram dinamite para tentar saquear as máquinas de auto-atendimento de uma agência bancária de Souto Soares, na madrugada da última quinta-feira (15). Ressaltou ainda que a dinamite foi trazida de São Paulo por Alemão e que a quantidade de explosivos foi insuficiente para arrombar os caixas.

Presidiário – “Preso por 11 anos naquele estado, por envolvimento em assalto, ele também responde a outros processos por estelionato e receptação. Alemão, que saiu da cadeia em 2009 e estava em Mulungu do Morro há cerca de dois meses na casa de parentes, confessou a participação no assalto e disse já haver utilizado explosivos em outros assaltos em São Paulo.

Dirigido por ele, o Fox estava abandonado no Povoado de Queimada da Onça. Já o Uno foi apreendido na casa de Vandinei, onde ambos – Vandinei e Alemão – estavam escondidos. A polícia procura agora por um assaltante conhecido como “Elsinho” e que, segundo Alemão, planejou toda a ação, e um quarto homem ainda não identificado.

O aspirante a oficial da Companhia de Emprego Tático Ostensivo da Polícia Militar de Irecê, Alexandre César, que comandou a ação da captura dos assaltantes, explicou que a troca rápida de informações permitiu que as guarnições efetuassem um cerco no local onde os bandidos se encontravam. “Contamos com a ajuda de populares, através de denúncias, e também com toda a nossa logística na parte investigativa”, destacou.

Fonte: Secretaria de Segurança Pública

PM foge após ameaças de facção criminosa em Cachoeira A cidade tem dois policiais civis por plantão Já a PM tem no município um efetivo de 46 policiais e cinco carros

Nem a polícia escapa das ações do traficante Edmilson Bispo dos Santos Júnior, o Júnior, fundador do Primeiro Comando do Interior (PCI), em Cachoeira, no Recôncavo. No início deste mês, ele invadiu a casa de um PM na rua do Trem, arrombou o imóvel, roubou aparelhos eletrônicos e ainda deixou com os vizinhos recado com ameaças à vida do PM e da esposa.

Após ter casa invadida, PM decidiu vender o imóvel e sair da cidade

Depois da ação, o casal vendeu a casa - que fica a 100 metros da delegacia - e saiu da cidade. “O policial e a esposa não estavam no dia que invadiram o imóvel, mas ficaram amedrontados e decidiram abandonar a cidade. Ele revirou a casa em busca do revólver do PM, mas não encontrou”, contou o delegado Laurindo Neto, titular da Delegacia de Cachoeira. 

A esposa do policial morava na casa há 7 anos. “O delegado já tinha avisado que não era seguro morar na mesma rua onde Júnior morava, mesmo sendo perto da delegacia. Ficamos com medo e decidimos abandonar a casa”, contou a mulher, sem se identificar. O comércio de Cachoeira também anda sofrendo as ações de Júnior. De acordo com as denúncias, além de tráfico, ele está realizando assaltos. “Ele já invadiu aqui duas vezes. A última foi no sábado. Entrou no restaurante, saqueou todos”, contou uma moradora de Cachoeira que estava no local no momento do assalto. A dona do restaurante teria sido ameaçada. “Ele botou o revólver na boca dela”, conta. A coordenação do Disque-Denúncia diz que, até sábado, Júnior deve figurar no baralho da Secretaria da Segurança Pública que reúne os bandidos mais procurados do estado. O traficante, que tem duas prisões preventivas e uma temporária decretadas, foi condenado há cinco anos por assalto. Ele está foragido desde junho de 2010, quando escapou da delegacia de Cachoeira. A cidade tem dois policiais civis por plantão. Já a PM tem no município um efetivo de 46 policiais e cinco carros.

Fonte: http://www.ibahia.com/detalhe/noticia/pm-foge-apos-ameacas-de-faccao-criminosa-em-cachoeira-a-cidade-tem-dois-policiais-civis-por-plantao/

Mulher-Ketchup quer virar vereadora de Pindobaçu Mulher-Ketchup e a fama: ‘Tô com receio do pessoal me rasgar toda’

Se o povo elegeu Tiririca para o Congresso Nacional, Agnaldo Timóteo para a Assembleia Legislativa de São Paulo e Clodovil para o Senado Federal, por que a Mulher-Ketchup não pode pleitear a sua vaguinha entre os políticos de Pindobaçu, a 377 quilômetros de Salvador?

Erenildes não gosta do apelido de Mulher-Ketchup, mas não pode conter as gozações




Entre os moradores da cidade, o nome de Erenildes Araújo já é cogitado (em princípio como mais uma gozação) para representá-los na Câmara de Vereadores. A mulher que forjou a própria morte para receber parte da recompensa do seu algoz ganhou fama e até enxerga a possibilidade de virar política. “O pessoal tá falando por aí, mas isso é algo para se pensar depois”. O radialista Walterley Kuhin, primeiro a divulgar a farsa,  confirma o desejo do povo. “O pessoal aqui tem uma grande rejeição com a Câmara. Por que não colocar ketchup na casa?”.

A Mulher-Ketchup, também chamada de Lupita, faz tanto sucesso que tem evitado sair às ruas.

Basta botar os pés fora de casa, conta ela, e a gritaria começa. “Tô com receio do pessoal me rasgar toda”. Se Erenildes chegou a reclamar do novo apelido, com a repercussão crescente ela começa a se acostumar com a condimentada alcunha. Até porque, o que antes era depreciativo agora virou elogio.

“Depois que saí na televisão e no jornal todo mundo grita na rua que é meu fã”.  A Mulher-Ketchup já conquistou até as crianças. “O ônibus escolar parou por minha causa. Aquela meninada toda gritando das janelas e o motorista buzinando”.

O prefeito da cidade, Hélio Palmeira, disse que, se for candidata, a Muher-Ketchup tem chances de eleição. Não precisa perguntar ao Ibope para saber que Lupita tá mesmo com moral com boa parte da cidade. “Eu gosto dela porque ela fala o que pensa”, defende uma policial que preferiu não revelar o nome.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Tapiramutá: Dona de casa morre carbonizada após cair em cima de fogão de lenha. A dona de casa Edésia Gomes Alencar, de 56 anos, morreu carbonizada depois de cair em cima das brasas de um fogão à lenha que existe na cozinha de sua residência.


                                                                        Dona de casa Edésia Gomes Alencar                                          (Foto:Redação).
Uma fatalidade ocorrida no dia de ontem deixou a cidade de Tapiramutá consternada. A dona de casa Edésia Gomes Alencar, de 56 anos, morreu carbonizada depois de cair em cima das brasas de um fogão à lenha que existe na cozinha de sua residência, localizada no Loteamento Núcleo Rural José Aeci, em Tapiramutá.
Segundo informou Gervásio, um dos filhos da vítima, seu pai, seu Edemilton Gonçalves Alencar, saiu para trabalhar na lavoura pela manhã e quando retornou por volta das 16 horas da tarde encontrou o corpo de dona Edésia carbonizado em cima do fogão. Devido ao frio intenso que foi registrado ontem em Tapiramutá, Gervásio disse ainda acreditar que sua mãe tenha ido se aquecer sentada ao lado do fogão e tenha caído nas brasas depois de ter passado mal. “Ela tinha problemas de pressão e tinha que tomar remédio controlado. Era costume dela se aquecer ao lado do fogão nos dias frios. Como ela estava sozinha em casa, deve ter passado mal e não havia ninguém na casa para socorrê-la.” Disse Gervásio em entrevista a Rádio Jaraguar AM.

Fonte:http://www.portalmaisbahia.net/extras/fatos-policiais/tapiramuta-dona-de-casa-morre-carbonizada-apos-cair-em-cima-de-fogao-de-lenha/

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Jacobina: Polícia prende homem acusado de matar desafeto por dívida de 5 reais


Bruninho estava foragido da justiça
Foi apresentado em entrevista coletiva de imprensa realizada na sede da 16ª COORPIN em Jacobina o foragido da justiça Bruno Barbosa da Silva, mais conhecido como Bruninho, acusado de assasinar por motivo fútil a golpes de faca o jovem Carlos Alberto de Jesus, conhecido por Cotia.
O crime aconteceu no bairro do Perú no dia 20 de maio deste ano e teve grande repercussão na região por ter sido motivado por uma dívida de R$ 5,00. Segundo Dr. Élvio Brandão, coordenador da 16ª, a prisão foi resultado da troca de informações feita pelo Serviço de Missões especiais da 24 CIPM de Jacobina , polícia civil de Jacobina através do SID, "Sistemade Inteligência Digital", polícia civil de Petrolina, SME da polícia militar de Juazeiro e a CIOSAC de Pernambuco. As informações colhidas possibilitaram a localização do acusado na cidade de Petrolina, onde ele residia desde que fugiu de Jacobina após praticar o crime. O acusado foi recambiado para a carceragem do complexo policia de Jacobina, distrito da culpa,onde encontra-se custodiado à disposição da Justiça.

Fonte: (Bahia Acontece)

Fundador do Primeiro Comando do Interior vai virar carta do Baralho do Crime da SSP O traficante, que tem duas prisões preventivas e uma temporária decretadas, além de uma condenação há cinco anos por assalto, vai perder o sossego

Edmílson Bispo dos Santos Júnior dorme em diferentes casas de Cachoeira e foge da polícia como o diabo foge da cruz. Mas, o traficante, que tem duas prisões preventivas e uma temporária decretadas, além de uma condenação há cinco anos por assalto, vai perder o sossego.
Júnior posa sem camisa e exibe armas ao lado do comparsa Neguinho


Segundo informou ontem a Coordenação do Disque-Denúncia, o fundador do Primeiro Comando do Interior (PCI) vai figurar no famoso baralho do crime, mecanismo criado pela Secretaria da Segurança Pública para listar os bandidos mais procurados do estado. O pedido para inclusão do nome do traficante no baralho foi feito na semana passada pelo delegado de Cachoeira, Laurindo Neto. “Queremos que as pessoas nos passem informações sobre o paradeiro dele”. coordenação do Dique-Denúncia, responsável pelo baralho, informou que a inclusão de Júnior no baralho deve ser feita até sexta-feira. Ele deve ocupar um naipe alto no baralho, posto que já foi de traficantes como Fal, que foi preso em São Paulo. 



Júnior começou a vida criminos como assaltante, mas desde julho de 2010 resolveu criar a facção criminosa que, hoje, alimenta o tráfico em cinco cidades da região de Cachoeira.

Fonte: http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/fundador-do-primeiro-comando-do-interior-vai-virar-carta-do-baralho-do-crime-da-ssp/

Policiais buscam traficante que se inspirou no PCC para criar facção em Cachoeira Com apenas uma carabina e uma pistola, estão os representantes da Polícia Civil de Cachoeira que tentam capturar Edmilson Bispo dos Santos Júnior


Todas as manhãs, ele toma banho na Prainha, às margens do Rio Paraguaçu, em Cachoeira, Recôncavo da Bahia. Almoça tucunaré nos bares à beira do rio, transa com prostitutas da Rua do Brega e ainda arrasta meninas para os trilhos do trem para tomar espumante após noites de orgia. 

Apenas dois policiais civis trabalham por plantão em Cachoeira. O jeito é sair em dupla à caça do fundador do Primeiro Comando do Interior

Essa é a rotina do traficante Edmilson Bispo dos Santos Júnior, 27 anos, fundador da facção Primeiro Comando do Interior (PCI) que propaga que tem o corpo fechado em três terreiros de candomblé. 

Na trincheira oposta, com apenas uma carabina e uma pistola, estão os representantes da Polícia Civil de Cachoeira que tentam capturar o homem que se inspirou na facção paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). 

Ontem, o CORREIO acompanhou a operação do delegado Laurindo Neto e do investigador Renilson Mota dos Reis na tentativa de capturar o traficante. Sim, a operação contou apenas com dois policiais - efetivo normalmente disponível na Polícia Civil de Cachoeira por cada plantão. 


O CORREIO acompanhou a operação do delegado Laurindo Neto e do investigador Renilson Mota dos Reis na tentativa de capturar o traficante

“Estamos ungidos pelo poder de Deus para nos proteger. Mesmo em número pequeno, Deus está do nosso lado. Quer exército maior?”, diz o delegado, que é evangélico, antes de iniciar a caçada. 

Mesmo com rotina regrada, a extensa rede de contatos de Júnior dificulta a sua captura, independentemente do efetivo policial. Com direito a ter que se esconder de tiros deflagrados num matagal, a reportagem percorreu com a polícia os cinco locais onde Júnior mantém apoio na cidade - Linha do Trem, bairro Morumbi, bairro Manoel Vitório, Viradouro e Rua do Brega. 

“Ele monitora todos os passos da polícia através de informantes que circulam na cidade com celulares e avisam sobre os nossos deslocamentos”, revela o delegado, que assumiu a titularidade da Delegacia de Cachoeira há quatro meses.

Transportando pedras de crack em fundos falsos de gaiolas de passarinho, soldados do tráfico a serviço de Júnior atravessam a cidade pela linha férrea centenária que passa a apenas 100 metros da delegacia. 

“Eles ficam em cima da linha do trem levando a droga para um lado e para outro. Pela linha do trem, os bandidos chegam até o bairro Viradouro - conhecida como a cracolândia de Cachoeira”, explica Laurindo Neto. 

ApreensõesNo Viradouro, a zona de conflito se configura com mais intensidade. Ontem, a polícia apreendeu no bairro uma faca, um cigarro de maconha, cachimbo para crack e um celular usado por informantes de Júnior.No matagal dividido pela linha do trem, foi preciso atirar. “Fizemos isso por estarmos com um número pequeno de policiais. Temos que buscar sempre estratégias para surpreender os soldados de Junior”, explicou o delegado. No bairro, segundo a polícia, há aproximadamente 20 traficantes trabalhando com a anuência de Júnior. “Só vende droga em Cachoeira quem Júnior permite”, diz Neto.
AviõesPara manter o funcionamento do seu esquema de informantes, Júnior conta com o apoio de adolescentes e alguns motociclistas, que agem camuflados de mototaxistas. “Eles fazem o transporte da droga para São Félix e  cidades próximas com motos e usam até  canoas para atravessar o Rio Paraguaçu”, diz o delegado.
Suspeito de ser informante de Júnior é abordado durante incursão

São os aviões do tráfico os responsáveis pelos assaltos nos centros comerciais de Cachoeira. Ontem, durante a incursão dos dois policiais, um menor teve seu celular apreendido pelo delegado, que suspeita que o jovem seja informante de Júnior. “Em situações suspeitas apreendemos os celulares e mandamos a pessoa pegar na delegacia de posse da nota fiscal. Quem está limpo vai, quem está sujo e envolvido com Júnior nem lá aparece”, contou Neto.

Esconderijos 
As escadas íngrimes e estreitas do bairro Morumbi são desafiadoras para a polícia e úteis para Júnior e seu bando. “Eles sobem isso aqui e somem rápido”, conta o fiel escudeiro do delegado, o ex-comerciário e hoje policial Renilson Mota dos Reis. 
Do alto do bairro Manoel Vitório, Júnior tem ampla visão de Cachoeira e São Félix. “Nas casas que dão acesso ao bairro, cachorros são usados para proteger os esconderijos das drogas. Já matamos três que nos atacaram em caçadas aos bandidos”, disse Mota. 
Em algumas das tais caçadas, a Polícia Civil conta com o apoio do único carro da PM da cidade. “Mas nem sempre é possível. Quando não podem, temos que ir na dupla”, diz Mota. Ontem, numa caçada em dupla, Júnior mais uma vez não foi achado.

Fonte: http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/policiais-buscam-traficante-que-se-inspirou-no-pcc-para-criar-faccao-em-cachoeira/

Pindobaçu: mulher que forjou morte com ketchup recebeu R$ 240 reais de "pistoleiro" Carlos Roberto fez um acordo com a mulher e, em pleno São João, encenou tudo usando um pote de ketchup, uma mordaça e uma faca


Na Bahia de Octávio Mangabeira, o absurdo ganhou mais um precedente. O ex-presidiário Carlos Roberto de Jesus tinha tudo para cometer o que seria mais um crime de mando em Pindobaçu, a 400 quilômetros de Salvador. Porém, ao descobrir que conhecia a mulher que deveria matar, o “pistoleiro” resolveu forjar o homicídio e dar parte do dinheiro (R$ 1 mil) à “vítima”.

Faca entre o braço e o peito da mulher simulava o esfaqueamento
Contratado pela dona de casa Maria Nilza Simões para matar outra dona de casa, Erenildes Aguiar Araújo, Carlos Roberto fez um acordo com a mulher e, em pleno São João,  encenou tudo usando um pote de ketchup, uma mordaça e uma faca. Como prova de que o crime havia sido consumado, ele tirou uma fotografia da “morta” e entregou à mandante. A mulher acreditou na foto, apesar da montagem grotesca com a faca “encravada” debaixo da axila de Erenildes, que aparece na imagem amordaçada e o corpo labreado com o condimento.  

Mas como na Bahia o insólito é apenas um pretexto, é aí que entra o precedente do precedente. Três dias depois, passeando pela feira da cidade, a mandante deu de cara com o “assassino” e a “vítima” - se beijando, segundo a própria Maria Nilza contou ao delegado da cidade, Marconi Almino. 

Apesar disso, a mandante preocupou-se mesmo foi com os R$ 1 mil pagos e correu para a delegacia para acusar Carlos Alberto de roubo. Inicialmente, para a polícia, pareceu uma queixa de rotina. Mas, chamado para depor, Carlos Roberto entregou tudo.

O fato aconteceu no dia 24 de junho e teve grande repercussão na região. Mas só estourou de vez ontem. Em entrevista ao CORREIO, a “vítima”, conhecida como Lupita (e agora carinhosamente chamada de mulher-ketchup), disse que a mandante do crime quer, na verdade, ficar com seu companheiro. 

“Ela teve um caso com meu marido. Mas ele não quis mais ela. Aí mandou me matar pra ficar com ele”. Erenildes ainda garante que Maria Nilza já contratou outros pistoleiros. “Ela já pagou três para me matar. Mas todo mundo aqui gosta de mim, nunca fiz mal a ninguém”, diz a dona de casa, que continua casada e garante não ter medo das ameaças. “Quem tira a vida dos outros é Deus”.  Erenildes confirma toda a história do ketchup e garante estar com o dinheiro guardado para devolver à polícia. Questionada sobre onde foi forjado o crime, ela contou logo: “Ele me levou para um matagal...”, explicou. “Fez tudo e me deu R$ 240”. 

O CORREIO tentou entrar em contato com a mandante do crime, mas Maria Nilza estava fora da cidade o dia inteiro. Já o homem contratado por ela teria se mudado para Barreiras, Oeste do estado. 

Os três envolvidos foram indiciados e respondem processo na Justiça. Carlos Roberto e Elenildes por extorsão. Maria Nilza por ameaça de morte, já que ameaçou pessoalmente a rival. “Não há crime de mando porque não se concretizou a execução”, explicou o delegado. “Em oito anos de Polícia Civíl, nunca soube de nada parecido. Olha que a gente ouve é história por aí”, destacou o titular. Para os moradores de Pindobaçu, que tem pouco mais de 20 mil habitantes, a mandante do crime fez papel de besta. “Será que ela não viu que a faca tava no sovaco? A cidade toda mangou da cara dela”, disse a comerciante Vera Márcia de Araújo.  

Fonte: http://www.correio24horas.com.br/noticias/detalhes/detalhes-1/artigo/pindobacu-mulher-que-forjou-morte-com-ketchup-recebeu-r-240-reais-de-pistoleiro/

Apresentados ladrões que explodiram caixa eletrônico



Romero Eduardo Almeida dos Santos, 35 anos, Fábio Souza Gonçalves Pena, 31, e Vandílson Santos Oliveira, 23 – três dos sete assaltantes de banco, que explodiram na madrugada de ontem (13), a área dos caixas eletrônicos de uma agência do Bradesco, em Floresta Azul, no sul do estado – foram apresentados à imprensa na tarde desta quinta-feira (15), no auditório da Secretaria da Segurança Pública, no Centro Administrativo da Bahia
Integrantes do Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif/Itabuna), sob o comando da delegada Magda Sueli Figueiredo, e com o apoio da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Itabuna) e de policiais militares, surpreenderam a quadrilha, logo após a ação criminosa, na localidade do Barbado, onde houve confronto. Um dos ladrões, ainda não identificado, morreu na troca de tiros, enquanto três comparsas conseguiram fugir.
Um Fiorino foi o primeiro veículo apreendido, seguido de um Pálio, um Saveiro e uma motocicleta. Com Romero, Fábio e Vandílson, os policiais encontraram ainda uma pistola ponto 45, duas espingardas calibre 12, uma carabina calibre 44, munições, coletes balísticos e certa quantidade de cocaína e crack. O dinheiro subtraído dos caixas eletrônicos ainda não foi recuperado.
Ação
O coordenador da Força-Tarefa de Combate a Roubos a Bancos, delegado Jorge Figueiredo, ressaltou que as polícias Militar e Civil intensificaram o as ações contra quadrilhas especializadas em roubos a bancos, lembrando que, neste ano 103, assaltantes – incluindo o caso de Floresta Azul – foram retirados de circulação.
Já o coordenador de Itabuna, delegado Moisés Damasceno, explicou que os primeiros policiais a chegarem à cena do crime obtiveram a informação de que os assaltantes permaneciam escondidos após o roubo, numa fazenda localizada na zona rural de Floresta Azul. “A partir desta denúncia, comunicamos a PM e nos deslocamos para o local indicado”, explicou.
O tenente-coronel José Roberto Miranda dos Santos, do Comando de Operações da PM, destacou que foi montado um cerco, inviabilizando qualquer tentativa de fuga. “Demos todo apoio, através das nossas companhias especializadas, e conseguimos êxito”, contou o comandante.
Romero Eduardo Almeida dos Santos, Fábio Souza Gonçalves Pena e Vandílson Santos Oliveira, todos com passagens pela polícia, foram atuados em flagrante 

Fonte:  http://freitas-fsametropole.blogspot.com/


segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Ouro para Tapiramutá !


Tapiramutá conquista medalhas de ouro no
 Campeonato Brasileiro em Teresópolis no Rio de Janeiro !

Com o apoio da Prefeitura Municipal e da Câmara de Vereadores, no dia 10 de  Setembro de 2011 os atletas da Academia Samuray Karatê Clube de Tapiramutá estiveram participando do Campeonato Brasileiro de Karatê na cidade de Teresópolis – Rio de Janeiro. O resultado foi excelente, visto que diante de tantos atletas de todo o Brasil disputando, os Tapiramutenses conseguiram conquistar 03 Medalhas de ouro, 01 de prata e 02 de bronze, um resultado que orgulha muito nem só aos atletas, mas também aos tapiramutenses.


A prefeitura Municipal de Tapiramutá através do Governo Participativo não mediu esforços para proporcionar aos atletas a condição de se fazerem presentes ao campeonato brasileiro de Karatê, aliás, contribuir de forma direta ou indireta em todas as modalidades esportivas que existem no município, tem sido o papel do Governo Participativo.
Os atletas de Tapiramutá que participaram do XV Campeonato Brasileiro de Karatê Semi Contato foram:


        Nome:                       Faixa:
Saulo Gonçalves                 Preta
Odilon Mascarenhas           Roxa
Gabriel Mascarenhas          Roxa
Victor Lomes                     Verde
Doriel Nascimento             Laranja
Adenilton dos Santos        Amarela