Bem vindo ao blog da Guarda Municipal de Taapiramuta

BEM VINDO AO BLOG DA GUARDA MUNICIPAL DE TAPIRAMUTÁ, O SEU ESPAÇO DE NOTICIAS.

PARA COLABORAR COM O BLOG, ENVIE A SUA MATERIA PARA E-MAIL.

guardamunicipaldetapiramuta@gmail.com


Horas

domingo, 31 de julho de 2011

Morro do Chapéu se prepara para mostra Circuitos Arqueológicos


Morro do Chapéu, a 390 quilômetros de Salvador, será a última cidade da Chapada Diamantina a receber a exposição “Circuitos Arqueológicos”, do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), em parceria com o departamento de Antropologia da Universidade Federal da Bahia(UFBA). A mostra será aberta às 19h desta sexta-feira (8), no centro cultural da cidade, e fica em cartaz até agosto.

WagnerSeabraIraquaraPalmeiras e Lençóis são as cidades que já tiveram exposições próprias. Geralmente são compostas por cerca de 40 objetos e documentos antigos restaurados pelas populações, além de 70 fotos de paisagens, cachoeiras, rios, serras e sítios de pinturas rupestres. Coberturas fotográficas feitas por crianças, adolescentes e adultos que participaram de oficinas de fotos, conservação, educação patrimonial e cursos de arqueologia complementam a mostra.

Morro do Chapéu deve integrar um dos oito roteiros culturais mapeados pelas equipes do Ipac e UFBA formadas por educadores, arqueólogos, administradores, fotógrafos, restauradores, arquitetos, entre outros especialistas, além de agentes municipais e colaboradores locais. O resultado final é o Programa de Pesquisa e Manejo de Sítios de Arte Rupestre da Chapada Diamantina, que propõe o desenvolvimento sustentável de alguns municípios dessa antiga região, tendo por base os seus patrimônios culturais, ambientais e paisagísticos.A parceria entre Ipac e UFBA possibilitou mapeamento de 57 sítios arqueológicos, cujos resultados estão sendo exibidos desde abril por essas cidades. Desde 2008, pesquisadores da UFBA percorrem cidades da Chapada, mapeando sítios arqueológicos com ajuda das prefeituras municipais e de moradores. Dessa etapa, eles conseguiram identificar e registrar sítios de pinturas rupestres e promover cursos para as populações.Já o Ipac, autarquia da Secretaria de Cultura (SecultBA), fez levantamento dos patrimônios edificados da Chapada tombados como bens estaduais ou federais. Técnicos do instituto também promoveram oficinas de educação patrimonial com moradores, com objetivo de torná-los agentes multiplicadores e proporcionar a criação de grupos locais.Segundo o diretor do Ipac, Frederico Mendonça, o objetivo do programa é fazer com que os patrimônios arqueológicos passem a ser incluídos também no turismo cultural do Estado. Para ele, as cidades da Chapada que detêm conjuntos arquitetônicos tombados pela União são divulgadas e têm infraestrutura para recepção de turistas, enquanto os sítios arqueológicos ainda não dispõem desse perfil receptivo.A expectativa é que quando forem implantados os circuitos em parceria com prefeituras da Chapada, secretarias estaduais do Turismo, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, esses roteiros culturais possibilitem mais vetores de desenvolvimento sustentável através do turismo para os municípios dessa região.
Fonte: Agecom

Nenhum comentário:

Postar um comentário